quinta-feira, agosto 13, 2009

IPÊ AMARELO


É inverno e a maioria das flores está calada. Os galhos nus, tímidos. As folhas no chão, entregues ao vento.
Não todas, algumas árvores são resistência. Pelo menos a minha preferida é.
Ela tem nome de cor, Ipê Amarelo.

Não tem medo do frio.
Como tudo que surpreende, é vida que brota dos galhos quando menos se espera. Vida dourada que se equilibra quase planando de tão leve entre as copas.
Contagiante, mágica.
Sim, porque além da beleza guarda um poder especial: minha avó me ensinou que ela realiza desejos!!

Acredito tanto nisso!!! Cada Ipê é um convite pra um sonho.
Aprendi que quem abraça uma árvore florida e divide com ela uma vontade da alma - daquelas bem verdadeiras - realiza o que pede.

E mais, meu Ipê é tão generoso que entende a pressa do dia-a-dia e aceita pedidos feitos de longe, ainda que só com a intenção do abraço.
Ele quer ser visto! Notado. Quer dividir com quem percebe suas cores que sempre é tempo de florir, ainda que faça frio.

Seu encanto é breve. Me inspira, avassala.

Ainda na primavera as flores se vão. Deixam os galhos vazios de seu brilho amarelo, anônimos, quase imperceptíveis durante o verão e o outono.
Tranquilos eles dormem, até que a nova vida dourada de sonhos ouse novamente com sua magia contrariar o inverno.

4 comentários:

Lívia Arruda disse...

Texto encantador!

Vontade de encontrar um ipê amarelo agora pra abraçar beeeeeeeem apertado!!!!!!!!!!!!!!!

tais disse...

lindo texto, comosempre!!! O ipê amarelo éq nem muita gente, florece e encanta quando menos se espera, nos tempos mais friose escuros da vida.

Mami Lu disse...

Simplesmente vc. fala com a alma....Como tanta sensibilidade pode caber dentro de uma pequenina pessoa? Tenho cada vez mais certeza que todo o amor que sentimos e compartilhamos, deixa marcas profundas que servem de alicerces para uma existência tão brilhante e encantadora quanto a sua, minha pequena quiança notável....

Theresa b. disse...

Lindo isso de contrariar a lógica comum das coisas. A árvore que floresce no inverno só pode mesmo trazer boa sorte. Eu já abracei a sua árvore de longe e já fiz o meu pedido cheio de fé. Espero que não haja problema por ser verão, mas, pelo sim, pelo não, volto no inverno para abraçar o ipê florido, nem que seja só para agradecer...