segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Longe de casa há quase três semanas...

Brincando de santista, invadindo casas, sem casa... E passando tempo demais comigo! Boa companhia... Mas insuficiente.
Ok, tenho dezenas de estranhos que conheço todos os dias com a superficialidade mais profunda e honesta que posso. Mas eles passam, assim que o jornal acaba. Tem meus novos colegas de trabalho também... Mas eles ainda estão descobrindo quem eu sou de verdade.
E isso nem eu sei...
Tem a família do outro lado da serra e da linha, todos os dias...
Tem também os amigos que não se esquecem de mim e tem mais centenas de sonhos e de pessoas que povoam meu tempo livre.
Gente que eu ainda não conheço e talvez demore pra conhecer... Mas gosto de pensar nelas... Como serão, como serão nossos primeiros encontros, nossos papos de bar e em que bares...
Imagino as viagens de carnaval e de feriados - porque um dia, terei de novo carnaval e folga nos feriados!
Invento as paisagens do Jalapão - que quero tanto visitar – e tento adivinhar quem estará comigo na foto dentro da mina d´água?
Penso também no fim de semana que começa depois de amanhã... Nas pessoas que virão assim, sem aviso... E em tantos outros finais de semana, que irão me fazer repensar tudo isso... Tantas e tantas vezes...
Penso também nos beijos que darei em muitas delas... Em qual será mais especial e se terei vontade de novo de beijar esse mesmo beijo pra sempre... Ainda que o pra sempre não exista.
São tantos os pensamentos que povoam esse quarto vazio, que mal caibo na cama...
Logo, logo mato a saudade de casa e começa outra semana. Serão 4, 5... Imprevisíveis quantas... O importante é que a cada hora que passa vou chegando mais perto de todos que por enquanto estão, mas não estão por aqui.

Um comentário:

Lucia disse...

Quanta falta sentimos de nossa pequena quianca adoravel...
seja bem vinda....